Imagina um lugar onde você nunca sonharia em receber uma excelente notícia. Imaginou?! Agora coloque em sua imaginação muitos campos de trigo, 360 graus de trigo ao redor. Depois imagine que você caminhou pelo menos 7 km sem encontrar nada: água, comida, sombra… NADA!!

Imagine agora que faltam pelo menos mais 5 km para a próxima civilização. Em meio à tudo isso somamos um calor de mais de 30 graus… E de repente, como uma miragem, surge uma van em forma de bar ambulante. Idéia de um casal de peregrinos que depois de fazer o Caminho de Santiago, perceberam que alguns trechos de caminhada dura eram totalmente desprovidos de serviços. Decidiram fazer um Bar “móvel”, com tudo que um peregrino precisa para seguir viagem.

Agora acrescente à esse cenário um típico brasileiro – com camisa do Brasil, entusiasta e de bom humor. Ele se chama Thiago, talvez por causa de Santiago, não sabemos…

Thiago é de Brasília e finalmente estava no Caminho depois de anos planejando a aventura. Suas férias não coincidiram com de sua mulher. Veio sozinho.

Já tínhamos visto o peregrino de camisa da seleção no inicio da manhã e o encontramos novamente no Bar ambulante.

Assim que chegou, Thiago perguntou aos proprietários se vendiam uma garrafa de vinho. Vendiam. “Preciso checar algo para ter certeza se vou pedir o vinho ou não…”. E sumiu na paisagem. Nós, que estávamos ao seu lado, e o casal do Bar estranhamos a pergunta…

Poucos segundos depois Thiago sai correndo do meio dos campos de trigo e volta para o Bar esfusiante pedindo pela garrafa inteira. Sei lá como conseguiu conexão no meio do NADA e descobriu que tinha conseguido o emprego dos seus sonhos! Passou em um dos concursos mais bem remunerados do Brasil. Tinha acabado de confirmar seu nome na lista dos aprovados!!

Poucas vezes vimos alguém tão empolgado com uma conquista. Pediu a garrafa e nos ofereceu um copo. Estava feliz da vida por encontrar conterrâneos naquele meio do nada para dividir sua felicidade. Nos serviu e matou o resto da garrafa no gargalo. “Esse é o dia mais feliz da minha vida! Vou ganhar um super salário e trabalhar naquilo que sonhei. Apesar de estudar muito, estava com muito receio de não conseguir passar. Tinha uma outra candidata super forte mas sei lá como, a vaga é minha!!”

Tremeu, cantou, correu, ligou pra esposa. Seguiu o caminho, correu mais um pouco. Cumprimentava todos os peregrinos por onde passava… Foi demais sentir essa energia de vitória, afinal, estávamos lá e fizemos parte daquele micro-macro momento.

Naquele dia cruzamos o Thiago várias vezes. Em uma delas, salvamos a concha-peregrina que caiu da sua mochila em um dos momentos de euforia. Dessa vez fomos nós que corremos atrás para devolver. Mais pra frente, Thiago foi negado em um albergue pois o hospitaleiro disse que ele estava bêbado e não poderia ficar. Era mais euforia que bebedeira mas teve que andar até a próxima vila. E nessa vila, chamada Torres del Río, jantamos com peregrinos de todo mundo para celebrar as conquistas do amigo brasileiro. Momento inesquecível…

Através dele desfrutamos o poder da conquista, da satisfação e do entusiasmo de alguém que alcança seu sonho. Sentimos a importância de viver o momento de consagração de todos os esforços.

Thiago nos inspirou, mostrando que tudo é possível, da maneira mais inusitada. Confessou que veio para o Caminho pensando positivamente em seu futuro, almejando uma mudança de vida… Pediu e recebeu!! Celebrou…

Dizem que o Caminho nos escuta… E quem vai dizer que não?!

Ultreya!!

No Comment

Comments are closed.

You may also like