LONDON

Dias cinzas e chuvosos fazem parte da rotina daqueles que vivem na “terra da rainha”. Temos um amigo que morou em Londres e ele resolveu contar com risquinhos na parede quantos dias de sol faziam em determinado ano, após constatar que tinha colecionado apenas 15 risquinhos decidiu ir-se embora. Brasileiros em geral são movidos pelo sol, calor e adaptar-se a um lugar frio, húmido e chuvoso não é algo super animador.

[column_one_half] [image]http://walkandtalk.com.br/oquetemotiva/wp-content/uploads/2013/05/IMG_4402.jpg[/image] [/column_one_half] [column_one_half] [image]http://walkandtalk.com.br/oquetemotiva/wp-content/uploads/2013/05/IMG_4499.jpg[/image] [/column_one_half]

Mas a sorte bateu na nossa porta, dias incrivelmente ensolarados e de céu azul rechearam e embelezaram nossa estadia no país. Os encantos culturais, arquitetônicos e artísticos se sobressaíram abafando a não tão desenvolvida culinária britânica; confessamos que comemos melhor em lugares distantes e exóticos na Ásia e Oriente Médio. Ervilha e purê de batatas estão presentes em quase todos os pratos, acho que o clima nunca ajudou muito o cultivo de outros vegetais, frutas e legumes. Em Londres fomos visitar os pontos turísticos, como: London Bridge, Big Ben, Tower of London, Teatro de Shakespeare, Bairro de Candem Town, British Museum, Palácio de Buckingham, aquele prédio em formato de pepino, o Gherkin, e é claro que tiramos foto ao lado das típicas cabines telefônicas, algo que é impossível resitir quando se visita a cidade pela primeira vez. Mas não foi só essa a nossa rota, pegamos ônibus e metrô para explorar bairros afastados e sem atrações turísticas para sentir o clima e conversar com algumas pessoas.

Luah Walk and Talk

Achamos os ingleses em geral bastante educados e atenciosos, pelo menos os que tivemos contato se mostraram super disponíveis e proativos no sentido de oferecer informações ou qualquer tipo de ajuda. Não quero aqui classificar o povo, mas nossa experiência foi nota 10. Gostamos muito de ouvir o sotaque britânico já que eu e a Luah aprendemos o inglês com sotaque americano. É claro que foi um tempinho pra nos acostumarmos mas todos acabam se entendendo, é como trocar um chip e aí tudo fica fácil!

[column_one_half] [image]http://walkandtalk.com.br/oquetemotiva/wp-content/uploads/2013/05/IMG_4993.jpg[/image] [/column_one_half] [column_one_half] [image]http://walkandtalk.com.br/oquetemotiva/wp-content/uploads/2013/05/IMG_5607.jpg[/image] [/column_one_half]

Viajamos pelo interior do país, vimos o lado rural da Inglaterra, o que nos encantou muito, parece cena de filme mesmo, paisagens bucólicas, pastos de ovelhas, casinhas centenárias que parecem de boneca e estradas perfeitamente pavimentadas. Viajamos de ônibus, o que é razoavelmente barato e muito prático, as estações estão no centro das cidades facilitando nosso trânsito de chegada e partida. Visitamos Bristol, Glastonbury, Lackok, Bath Spa, Chippenham e fomos ver Stonehenge!

[column_one_half] [image]http://walkandtalk.com.br/oquetemotiva/wp-content/uploads/2013/05/IMG_7445.jpg[/image]

Bristol
[/column_one_half] [column_one_half] [image]http://walkandtalk.com.br/oquetemotiva/wp-content/uploads/2013/05/IMG_6611.jpg[/image]

Stonehenge
[/column_one_half]

Procuramos Bed and Breakfast ou Guest House para nos hospedarmos, normalmente na casa de alguém que oferece quartos por um valor menor que um hotel, a experiência é ótima pois nos aproximamos da cultura local, descobrimos como pensam as pessoas que vivem naquelas regiões e seu estilo de vida. Em Bath Spa, onde fiquei hopitalizado depois de pegar Febre Tifóide na Índia, a Luah ficou em uma Guest House cuja dona chamada Maureen foi um anjo em nossas vidas, ajudou a Luah com energia positiva e se colocou à disposição para o que fosse necessário além de fazer um desconto no valor da diária já que ela estava lá por necessidade e não à passeio. Aliás, indicamos a Marisha`s Guest House para que for visitar Bath Spa.

Bath Spa - Inglaterra

Bath Spa

Esses foram alguns pontos sobre a Inglaterra e nos próximos posts vamos dar mais detalhes de cada um desses lugares que viajamos e um pouco mais das histórias que aconteceram com a gente!

Por Danilo España

walkandtalk 3

Ao sairmos da Inglaterra nosso próximo destino foi a França, de Londres à Paris de trem é possível viajar pelo terceiro maior túnel ferroviário do mundo, o Eurotúnel, que atravessa os mais de 50Km do canal da mancha. A Eurail Group tem uma parceria com a empresa que faz esse trecho tornando a passagem muito mais barata para quem possui um Eurail Pass.

No Comment

You can post first response comment.

Leave A Comment

Please enter your name. Please enter an valid email address. Please enter message.

You may also like