Walk and Talk | O que te motiva?

Você já encontrou o seu propósito ?!

Propósito

Encontrar um propósito é a nova ordem do dia!!

Empresas perceberam que existe um “segredo” intrínseco às corporações sem o qual daqui pra frente parece que será cada vez mais difícil se diferenciar. Para entender melhor vamos analisar as empresas que são verdadeiramente amadas por toda a rede que as envolve: clientes, funcionários, fornecedores, acionistas, …

De acordo com a pesquisa do livro “Firms of Endearment – How World-Class Companies Profit from Passion and Purpose”, 28 empresas se destacaram diante de centenas de outras por apresentarem alguns pontos em comum em sua excelência: altos salários, qualidade de produtos|serviços, bons fornecedores, retorno financeiro aos investidores e … PROPÓSITO. Essas 28 encantadas empresas descobriram o segredo de atrelar o seu sucesso à paixão e ao propósito.

Mas encontrar um propósito não é algo tão simples pois tem que ser garimpado nas origens e fundamentos das corporações. O propósito não é um conceito de fora para dentro, um modismo ou algo passageiro, a busca é interna e tem que ser revelada, compreendida e abraçada por todos os seus participantes. Empresas que já encontraram esse tesouro tem marcado uma diferença enorme diante daquelas apenas focadas na excelência de seus produtos ou de sua gestão. O propósito engaja e motiva seus colaboradores através do orgulho que é gerado. As perguntas que orientam esse “achado” são: qual a diferença que essa organização faria no mundo caso sumisse do mapa hoje?! Qual é a contribuição que essa corporação tem feito ao mundo?!

Agora imagine que nós enquanto indivíduos também precisamos de um propósito para nos diferenciar entre bilhões de pessoas. Afinal encontrar a diferença que viemos fazer nessa existência talvez seja uma das ferramentas mais poderosas de motivação.

O que viemos fazer nessa nossa passagem pelo mundo? Qual é o legado que vamos deixar? Qual é o sentido da nossa vida?

Apesar da busca pelo propósito se estabelecer no cenário atual como se fosse uma nova onda, esse enigma da existência já nos acompanha desde que a humanidade existe. Se voltarmos para mais de mil anos antes de Cristo, os gregos já se utilizavam do Enigma da Esfinge para permear essa angústia do indivíduo em buscar uma razão para sua existência: “Quem sou? De onde vim? Pra onde vou?”. Essas eram as perguntas que davam norte para os Homens dessa civilização.

Durante um bom tempo parece que recuamos alguns passos no sentido da existência e passamos a realizar missões e propósitos alheios. Civilizações, grupos, cidades, empresas, associações, passaram a reger nossos atos, controlar nossas vontades e nós seguimos felizes dentro de pirâmides hierárquicas orientadas para a vontade de alguns. Faz muito pouco tempo começamos a questionar os modelos de felicidade e os pilares do tão antigo enigma da esfinge voltaram à tona. Nesse novo momento de resgate, o propósito vem ganhando espaço e expressão e seu verdadeiro sentido volta a inspirar pessoas físicas e jurídicas.

Encontrar aquilo que viemos fazer através de nossos talentos, é encontrar um fio condutor para nossos esforços.

Assim como as corporações, temos que descascar as camadas superficiais de nossa existência em busca daquilo que faz sentido para nós. No núcleo de nossas personas estará nosso propósito, aquilo que nos faz unos, singulares e aquilo que vai fazer com que cada um de nossos dias tenham sentido e passem a valer a pena.

(Fonte consultada: Brand Insights)

Por Luah Galvão

voce sa

...

Comments are closed.