Walk and Talk | O que te motiva?

LOV TALKS… MAS AFINAL, COMO TUDO COMEÇOU?

Quando as pessoas conversam com a gente sobre o Walk and Talk, uma pergunta sempre aparece “Como vocês se conheceram?”, então para inaugurar a fase “Lov Talks”, vamos contar como tudo começou…

Volto lá pra 2009 quando um grande amigo, o professor Viktor D. Salis, me convida para assistir uma peça de teatro em que uma de suas alunas ia se apresentar, por acaso a Luah, que até então não conhecia. Topei o convite! Assim que ela entra no palco, acontece algo que nunca tinha experimentado, viajei imediatamente para dentro daqueles grandes olhos cheios de vida. Tive uma sensação de profundidade infinita e vivi uma espécie de hipnose durante todo o espetáculo. Foi assim que vi a Luah pela primeira vez.

Depois dos aplausos finais, o Viktor nos apresentou! Frio na barriga…
Batemos um papo, e quando soube que o carro dela estava parado alguns quarteirões dali, ofereci uma carona. Não era legal imaginar aqueles olhos vibrantes caminhando sozinhos à noite… Foram apenas 3 quarteirões, tempo curto e ao mesmo suficiente pra perceber que existia uma sintonia gostosa entre a gente.

Oito meses se passaram sem nos vermos. Até que em um dos simpósios na casa do Prof. Viktor, ele me diz, “Me ajuda a levar esse bolo pra a sala? Ontem foi aniversário da Luah e assim que ela chegar vamos cantar parabéns!”. Na hora me deu um gelo no estômago, fazia meses que não a via. Ela chegou, depois dos parabéns e pensei em dar algo especial, como sempre gostei de escrever, dei uma poesia. A inspiração veio fácil. Dobrei o papel e entreguei. Ela começou a escrever também. Opa! Senti que algo bom tinha acontecido. Minutos depois ela me mandou uma poesia-resposta.

Mais uma coisa especial aconteceu naquela noite. Uma rara orquídea africana que dá flor apenas uma vez por ano, se abriu. Foi um acontecimento. Todos ficaram encantados e diziam, “que linda, que espetáculo, que cheiro maravilhoso”. E enquanto todos sentiam o perfume da orquídea, eu não sentia outra coisa que não o perfume da Luah… eu sei que essa parte parece brega, mas foi isso que aconteceu. rsrs

Naquela noite trocamos contatos e ela perguntou se no próximo feriado eu topava ir com ela e alguns amigos para um dia de trilha, cachoeiras e canoagem no litoral de São Paulo. Eu não tinha certeza se na data teria que trabalhar ou não, por isso não pude confirmar. O feriado chegou. Adiantei minhas coisas de trabalho pela manhã e fui encontrar com eles depois do almoço. Foi um dia muito bacana e intenso que terminou só a noite com uma canoagem à luz da lua cheia. Acho que não preciso dizer mais nada…

E foi assim, no meio de amigos, da natureza e da aventura que tudo começou. Dias depois, a Luah contou que queria fazer um mochilão passando alguns meses fora. O que ela não sabia é que o sonho de explorar o mundo também era meu. Dois sonhos se tornaram um só e o que seria uma viagem, virou um projeto batizado de Walk and Talk. Quase um ano depois, estávamos embarcando.

Incrível como o amor é sutil, e ao mesmo tempo, tem uma força enorme para realizar o que antes era sonho. O amor foi a energia que fez a gente acreditar e planejar, juntar nossos talentos e entender nossos limites, enfrentar medos e tomar decisões, abrir mão de seguranças e ter coragem de avançar. Talvez sozinhos cada um tivesse feito sua viagem, mas juntos pudemos criar algo muito maior que foi o Walk and Talk.

Acho que essa potência que o amor traz não é exclusiva aos casais. Amigos, sócios, familiares, quando criam uma conexão verdadeira e amorosa, são capazes de somar talentos, aumentando a capacidade de realização. Passei a entender melhor a expressão “O todo é maior que a soma das pertes”, e o amor faz isso…

Como aqui se inicia uma nova fase do Walk and Talk, abrimos o coração para compartilhar com vocês um pouco da nossa história. A ideia é que aqueles que não nos conhecem pessoalmente, possam estar mais conectados com a gente!

Você concorda que o amor potencializa sonhos e realizações? Conhece alguma história pra compartilhar com a gente? 😉

...

Comments are closed.