Esse primeiro post traduz o primeiro sentimento de maravilhamento que tive ao pisar nessa Terra forte e cheia de personalidade. Gente, a comida peruana está mesmo em outro nível, outro patamar! Vou trocar a palavra comida para gastronomia para não ser leviana com a riqueza de sabores e temperos que explodem na boca a cada garfada!

Fui “pega pelo estômago”. Me rendo em absoluto a culinária peruana. E se um país se traduz através de sua arte, costumes, cultura e sua gastronomia, acho que entendi um pouco do que estamos para viver por aqui.

Tínhamos varado a primeira noite no voo e decidimos não descansar e sair direto para desbravar Lima. A fome era grande e paramos em um restaurante-bar; um lugar qualquer, sem nos atentarmos a nenhuma indicação, estrelas ou coisa parecida. E nesse até então “lugar qualquer” tivemos nosso primeiro orgasmo – um orgasmo no Perú parece piadinha de mau gosto, mas acho que não existe outra palavra que expresse melhor a explosão dos 5 sentidos que tivemos ao provar os 2 primeiros pratos da viagem que rapidamente viraram 3… Tivemos que repetir!

Os sabores alimentaram minha alma. A cada garfada minhas papilas gustativas me levavam para um lugar desconhecido e maravilhoso. A garçonete ao nos indicar os pratos já havia dito que a cozinha peruana misturava muitos temperos frescos e diferentes e que talvez nem todos conseguissem entender e desfrutar da alquimia. Confesso que nasci para esses sabores e estou entregue, de joelhos a todos eles.

No dia seguinte a transcendência alimentar seguiu firme e forte. Fizemos questão de almoçar e jantar – coisa que nunca fazemos viajando, só pra ampliarmos o contato com as delícias daqui. Mais explosões de sabor seguiram nos brindando. Decidimos que parte substancial da verba da viagem vai ser imediatamente transferida para a Santa Comida Peruana de Cada Dia e glória à todos que se entregaram de corpo de alma para desenvolver e criar esses sabores! Amém!!

E nos demos conta que Perú é um país para se viver com os 5 sentidos…

Abraços pra todos, Luah e Dan.

No Comment

Comments are closed.

You may also like