photo-1

Logo no começo da nossa viagem volta ao mundo quando pisamos fora do Brasil, experimentamos a sensação de voar – estávamos livres, vivendo a chamada “vida de viajante”, sentindo os ares novos em absolutamente tudo, encantados com cada forma diferente, cada pessoa, cada sotaque, cada comida, cada detalhe …  Austrália foi nosso primeiro destino, e logo na terra dos cangurus que meu coração deu o primeiro pulo. Estávamos nos arredores da Baía de Sidney, numa das ruas de comércio local, quando me peguei olhando a vitrine de uma livraria, à procura de coisa alguma, só fuçando por pura curiosidade que sempre toma conta de mim quando vejo uma livraria – engraçado como para a Luah aconetece a mesma coisa, elas têm para nós um poder quase magnético. Quando me dei conta estava dentro folheando livros, buscando por algo interessante como se fôssemos realmente comprar algo (o que não seria possível no momento pois não havia espaço para um alfinete sequer nos nossos mochilões). De qualquer modo lá estávamos nós, zanzando feito carrinho de bate-bate de prateleira em prateleira quando me deparei com um livro de capa azul muito interessante. Ele apontava no que cada país mais se destacava mundialmente:

A Índia por exemplo é conhecida por ter o maior número de pessoas que vão ao cinema, algo curioso é que homens e mulheres sentam-se separados na platéia. Já o México possui maior número de televisões, provando que as novelas mexicanas fazem mesmo sucesso por alí. Egito produzindo algodão e por aí vai …

Lá estava eu interessado nos vários países do globo até que meus olhos chegaram no Brasil, eu queria saber pra poder me orgulhar do meu país e  durante a viagem poder dizer: “Olha, o Brasil é um destaque mundial em …” mas para minha decepção o Brasil é o país que apresenta maior número de mortes por arma de fogo … pois é, não sei como poderia ficar mais desapontado.

fundo branco 2

Temos o lema de que o Brasil é um país sem guerra, do carnaval, futebol, pessoas quentes e amorosas, mas parece que temos que mudar algo nas nossas estruturas porque mesmo com tantas “qualidades” um grande defeito pode apagá-las. Se ainda existem lugares em que há guerras hoje em dia, como morrem mais pessoas por arma de fogo no Brasil?

Algumas mudanças tem que acontecer no nosso país, e a primeira delas na minha opinião é na Educação. Os países que mais estão se desenvolvendo no mundo tiveram investimentos maciços na área da Educação, o Brasil tem seus méritos no posicionamento econômico mundial, mas e o posicionamento dos valores, da ética, da qualidade de vida, dos direitos e da justiça? Parece que esse conjunto foi esquecido, parece que o brilho econômico do Brasil está se sobrepondo ao brilho humano do qual deveríamos nos orgulhar …

Seguimos viagem, após esse choque no primeiro país que visitamos. Ver a situação de um outro ponto de vista pode nos abrir um pouco mais os olhos. Temos que reafirmar nossos orgulhos, nossa cultura, mas não podemos esquecer  que a educação é a motivação pura para o desenvolvimento humano, que precisamos praticar atividades cooperativas e aí quem sabe sentiremos orgulho genuíno do nosso país.

Por Danilo España

No Comment

You can post first response comment.

Leave A Comment

Please enter your name. Please enter an valid email address. Please enter message.

You may also like