Decolamos … e do alto um brado “interno” retumbante … admiro a cidade que nasci e de onde parto para um mundo enorme, “sem fronteiras” para “quem” olho de braços abertos. Vejo o mundo como um gigante personificado a quem fito curiosa há muito e muito tempo.

As nuvens levam meus pensamentos desintoxicando meu corpo do estresse acumulado nos últimos meses. Encontro uma estrela brilhente no céu que me guia pelo horizonte e me faz crer que tudo pode e deve ser possível e que não há limites para nossos “anseios” maiores, para nosso sonho fruto de muito trabalho e de uma conduta ética.

Sei que essa expedição do mundo para o universo de mim mesma vai devolver-me daqui há alguns meses completamente distinta daquela que partiu. Entendo esse “vôo” intercontinental como uma tradução das minhas próprias fronteiras, um encontro das minhas múltiplas mulheres, uma busca da bem-aventurança. Quero ver a minha luz, minha sombra, minha verdade.

Espero trazer como bagagem sorrisos, histórias, vida, experiências e um olhar às avessas das más notícias corriqueiras, quero mirar nos exemplos que podem nos ajudar a construir uma vida, uma sociedade e o nosso “interior” mais positivo, mais amoroso e próspero!!

E sigo, pois do alto o universo é infinito !!

Por Luah Galvão

No Comment

You can post first response comment.

Leave A Comment

Please enter your name. Please enter an valid email address. Please enter message.

You may also like